Perto de Você – Asa Norte. Brasília-DF

Conjuntivite – Acordou com olho grudado? Será que é Conjuntivite – Aprenda a Cuidar

Você aí, acordou com o olho grudado? Hmmm… Será que é conjuntivite? Aprenda a cuidar!

No texto de hoje eu te trago dicas pra descobrir se você está com uma conjuntivite e como iniciar o tratamento.

Também quero te mostrar quais cuidados você deve ter pra melhorar um pouco o desconforto, o que ajuda no tratamento dessa doença tão desconfortável.

Eu me chamo Anderson Braz, sou médico oftalmologista e criei essa página exatamente pra isso, trazer informação de qualidade.

Com dicas práticas e simples, que você pode fazer no seu dia a dia pra melhorar a sua qualidade de vida e manter sua saúde ocular.

Agora que você sabe quem sou, deixe nos comentários de que lugar você me acompanha e preste atenção nisso:

Você certamente já ouviu falar em conjuntivite. E aí eu te pergunto: você sabe mesmo o que é conjuntivite? Então vem comigo que eu vou te explicar.

Você pode assistir ao vídeo abaixo sobre esse tema.

O que é Conjuntivite?

A conjuntivite nada mais é do que uma inflamação da conjuntiva, que é uma pele que recobre toda a parte branca do nosso olho.

Então não é uma doença que se pega nos olhos propriamente ditos, ou seja, dentro do olho, e sim no tecido que recobre os olhos.

Como toda essa parte está sempre em contato direto com a pálpebra, a conjuntivite é uma doença bastante desconfortável, que gera muito incômodo. Talvez você se pergunte:

Até aqui eu entendi. Mas o que causa a conjuntivite?

A conjuntivite pode ser:

alérgica – acontece quando ocorre o contato com ambientes muito empoeirados, com alguma substância que você tenha alergia ou um quadro de alergia geral pode vir a afetar seus olhos;

  • bacteriana – essa é fácil, né? Causada por uma bactéria;
  • viral – ocorre quando seu corpo está sendo atacado por algum vírus;
  • química – quando algum produto, podendo ser químico ou não, venha a cair no seu olho, e por fim;
  • traumática – quando você sofre algum impacto diretamente nos olhos.

Viu só, temos várias causas possíveis para a conjuntivite.

Quais são os sintomas da conjuntivite?

As principais formas de manifestação da conjuntivite são perceptíveis. A mais comum delas e bem fácil de notar é a famosa vermelhidão na parte branca do olho.

O desconforto, a ardência, coceira, um incômodo, são outros dos sintomas que geralmente se manifestam com a doença.

Então fique atento, se você estiver lacrimejando mais que o normal, ao ponto de quando você passa um tempo com o olho fechado, como num cochilo ou durante o sono da noite, você nota que está com aquele excesso de remela e secreção, pode sim ser um quadro de conjuntivite.

Mas existem também outras doenças que podem causar esses sintomas.

Então se você tá só com o olho vermelho, por exemplo, não necessariamente vai ser um quadro de conjuntivite. Beleza?

IH, DR., ACHO QUE MEU FILHO ESTÁ COM CONJUNTIVITE! É GRAVE?

Fique tranquilo, pois a conjuntivite é um quadro muito comum, mais ainda entre as crianças.

Todo ano acontecem os surtos dessa doença, e tem épocas específicas do ano que elas são mais comuns, como a primavera e o verão.

Então é mega importante que você esteja atento, não apenas nessas épocas, mas o ano inteiro. E ao menor sinal de que você, seu filho ou alguém próximo está ou pode estar com conjuntivite no olho, já comece a se prevenir.

A orientação mais valiosa que posso te dar é que você procure o oftalmologista e comece o tratamento rapidamente.

Evite que outras pessoas se contaminem aumentando sua higiene, porque a conjuntivite é uma doença muito contagiosa e você pode transmitir para várias pessoas.

É muito comum que famílias com crianças em casa, acabe acontecendo de um dos filhos pegar e ir passando para os outros, podendo até mesmo chegar nos pais.

O que eu quero dizer é que pode ter ciclos de contaminação dentro da sua casa, e esses ciclos podem demorar até meses pra se encerrar, com a cura da doença.

Então é muito importante você fazer o tratamento adequado, que tenha um diagnóstico adequado e tome os cuidados necessários pra que não transmita esse quadro de conjuntivite para os outros.

O que fazer caso você pegue conjuntivite?

Como eu te expliquei, essa doença gera muito incômodo nos olhos, e eu quero te dar algumas dicas pra melhorar sua qualidade de vida caso você esteja com ela:

Você pode lavar bem os olhos, por cima da pálpebra e nos cantos do olho contaminado com soro fisiológico. Mas atenção, use o soro apenas fora do olho! Use gase ou lenço seco, eles vão te ajudar.

Quando tiver com o olho grudando, use um colírio lubrificante. Se você deixá-lo na geladeira e pingar gelado, vai aumentar bastante a sensação de conforto no olho.

Fazer compressa de água gelada sobre o olho fechado vai te dar um alívio muito bom!

Além disso, jamais esqueça de aumentar os cuidados com sua higiene.

A transmissão da conjuntivite é por contato. Se você ficar botando a mão no olho, pegando objetos, e se outra pessoa pegar esse mesmo objeto e depois colocar a mão nos olhos, você vai transmitir para essa pessoa.

E você também pode acabar passando de um olho pro outro, então sempre cuide da sua higiene.

Lavar bem as mãos, evitar ficar levando as mãos aos olhos, evitar contato próximo com outras pessoas, encostar o rosto, compartilhar objetos como pratos, copos, talheres, toalhas.

Trocar a roupa de cama todos os dias ao acordar também ajuda, porque durante a noite você pode acabar derramando um pouco de secreção no travesseiro, no lençol de cama e inclusive se contaminar de novo.

Então se você ou alguém da sua casa estiver com conjuntivite, redobre os cuidados com a higiene, pois se a doença for bacteriana ou viral, o risco de transmitir pra alguém é muito alto.
Se o seu caso for uma conjuntivite por trauma, por contato com produtos químicos ou até mesmo a alérgica, aí não tem tanto risco.

E o mais importante se você suspeitar que está com conjuntivite é procurar o oftalmologista, pra diagnosticar e descobrir se é mesmo a doença, e qual a sua causa.

Mas não se assuste, o tratamento é simples. Se for uma conjuntivite bacteriana, precisaremos tratar com antibiótico. Na viral, a gente precisa tratar com anti inflamatórios e com colírios lubrificantes. Se for alérgica, precisamos descobrir a causa da alergia e tratar.

Se for química precisamos tirar aquele agente agressor que caiu no seu olho, causando a conjuntivite. E uma conjuntivite por trauma precisamos avaliar se não teve nenhum outro dano no seu olho.

Então se estiver suspeitando que você ou alguém da sua casa está com conjuntivite, procure imediatamente o médico oftalmologista.

Mas você já pode começar a se cuidar, redobrando a atenção com a higiene pessoal, para não transmitir pra ninguém, e usar as compressas geladas, que vão te ajudar a aliviar todo o incômodo e desconforto nos olhos.

E aí, gostou do nosso texto de hoje? Então compartilhe com seus amigos e ajude mais pessoas a saberem o que é e como tratar a conjuntivite.

Se inscreva também no meu canal do Youtube e me siga no Instagram, pra ficar sempre atualizado com dicas sobre saúde ocular.

Te vejo na próxima semana!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Agende sua consulta aqui
Oftalmologista Asa Norte - Brasília - DF

Chegar no Consultório

É FÁCIL!

Veja no Mapa
Clínica Dr. Anderson Braz
SMHN Quadra 02 Ed. Cléo Octávio (por trás do HRAN, BL B Salas 909 e 910 - Asa Norte, Brasília - DF, 70710-146