Perto de Você – Asa Norte. Brasília-DF

Lentes De Contato – Os 3 Grandes Erros Que Você Não Pode Cometer Ao Usar

Lentes de contato

Você aí que não gosta ou sente um mal-estar quando usa óculos de grau e acaba recorrendo ao uso das lentes de contato para ter uma sensação maior de conforto, sabia que pode estar cometendo um erro e colocando em risco a sua visão?

Nesse texto eu vou te contar os 3 erros mais comuns que as pessoas acabam cometendo durante o uso das lentes de contato. 

Quero te explicar como usar corretamente, o que não fazer e o mais importante, o que pode acontecer e quais riscos e prejuízos o uso incorreto das lentes pode trazer à saúde dos seus olhos.

Eu me chamo Anderson Braz, sou oftalmologista e meu desejo aqui é trazer informação de qualidade, precisa e correta a respeito de saúde ocular. 

Vou abordar diversos assuntos, desde como conservar e melhorar a saúde dos seus olhos, até os cuidados que deve ter para que você não corra riscos desnecessários, não apresente problemas de visão e, no pior dos casos, não chegue a uma cegueira. 

Tudo isso com dicas simples, rápidas e práticas, de coisas que você não pode e das que deve fazer no seu dia a dia para evitar doenças e problemas mais graves.

Hoje voltaremos o nosso olhar para as lentes de contato e eu quero te mostrar quais são os 3 erros mais comuns no seu uso, erros que podem trazer grandes problemas para a sua visão.

Você pode assistir ao vídeo no meu canal do Youtube

Erro nº 1 – Dormir usando lentes de contato

Apesar de muitas pessoas terem essa prática, porque acham chato ficar tirando e colocando, higienizando a lente todo dia, o tempo todo, essa prática pode trazer um grande problema para a saúde do seu olho.

Pode até fazer com que você precise PARAR de usar as lentes, por conta dos danos que seus olhos podem sofrer.

Provavelmente você já ouviu falar nisso, mas nunca te explicaram bem o porquê, e é isso o que eu vou fazer agora:

Você não pode dormir usando a lente de contato porque ela é um corpo estranho em contato com o olho, é uma coisa que não faz parte do nosso corpo, e a lente fica em cima da córnea. 

A córnea é uma lente natural que nós temos no olho, e por ser uma lente ela precisa de total transparência, para que possamos enxergar bem.

Por isso a córnea não tem vasos sanguíneos, porque se tivesse nós acabaríamos vendo aquele sangue correndo na frente dos olhos e não teríamos uma visão nítida. 

Além disso, a córnea é um tecido vivo do nosso corpo, e por isso ela precisa de oxigênio para se manter saudável e funcionando corretamente. 

Nos nossos órgãos internos, o oxigênio chega através do sangue. Já nas córneas o oxigênio chega através do ar.

Mais de 90% do oxigênio que a córnea precisa para se manter viva chega pelo contato direto com o ar. 

Logo, quando você coloca as lentes de contato em cima das suas córneas, essa lente querendo ou não acaba funcionando como uma barreira para a entrada do oxigênio. 

Hoje em dia temos lentes de contato muito tecnológicas e bem desenvolvidas, que permitem uma boa passagem de ar para a córnea, mas elas continuam sendo barreiras.

E quanto maior o seu grau, mais grossas serão as suas lentes de contato e maior essa barreira. 

Quando você dorme, já existe uma barreira natural, a pálpebra que limita o contato do ar com a córnea e com o restante dos olhos.

Se você dorme usando a lente, no fim das contas você está impondo para a córnea uma barreira dupla: as pálpebras fechadas tampando a passagem de ar para o olho, e a própria lente de contato. 

Isso faz com que a córnea do seu olho não receba a quantidade adequada de oxigênio durante o sono, e ela precisa desse oxigênio para se manter viva e desempenhar as suas atividades normalmente.

Então com o passar do tempo, essa córnea vai sofrer com a falta acumulada de oxigênio, e isso pode trazer complicações sérias.

Pode até impedir que você continue usando lentes de contato. Então anota aí e não esquece: não pode dormir usando as lentes.

Erro nº 2: usar as lentes de contato em atividades aquáticas

Me diz aí, quando você vai tomar banho de piscina, ou quando vai curtir uma praia, pegar uma cachoeira ou sauna, você fica com ou sem as lentes de contato?

Como eu já expliquei, a lente é um corpo estranho em contato com a córnea, a córnea é um tecido vivo, então ela tem epitélio, que é a pele. 

Essa lente de contato, passando em cima da córnea a cada movimento de abrir e fechar os olhos, vai causando uma micro lesão na córnea. 

Mas calma, isso em si não é um problema, porque a córnea, sendo um tecido vivo, se regenera muito rapidamente. 

Agora, se você permite que essas micro rupturas aconteçam em lugares com muitos micro organismos que acabam entrando em contato com o olho pela água desses locais, como a da piscina, do mar, da cachoeira ou o vapor da sauna.

Você acaba abrindo uma porta de entrada para que esses micro organismos se instalem nos seus olhos e venham a causar uma infecção na sua córnea. 

Essa infecção pode ser muito grave e, dependendo do caso, te deixar até cego. 

A mesma regra vale para o chuveiro da sua casa e para os produtos de limpeza da lente. 

Tem gente que quer higienizar as lentes de contato com água de torneira, com soro fisiológico, com água e produtos que são impróprios e que não são específicos para higienizar a lente de contato e isso não pode acontecer JAMAIS. 

Tem que higienizar com a solução multiuso correta e indicada para a higienização das lentes de contato. Assim você não corre o risco de trazer micro organismos pro seu olho e acabar causando uma infecção que pode ser grave.

Erro nº 3: Usar lentes vencidas

Não, você não leu errado. As lentes de contato têm um prazo de validade e infelizmente tem muita gente que acaba usando a mesma lente por um tempo maior do que aquele que o fabricante estipula na bula. 

Algumas lentes de contato só podem ser usadas por 15 dias, ou 30 dias. 

Outras precisam ser descartadas todos os dias. Enfim, existe uma infinidade de opções de lente, e cada uma delas tem uma forma correta de uso. 

Como você já sabe, hoje as lentes de contato são produtos extremamente tecnológicos e seguros, desde que usados corretamente.

E por isso os fabricantes fazem diversos testes nas lentes, e esses testes mostram que depois de um certo período não é possível garantir a integridade daquela lente. 

Mas o que acontece? 

O uso contínuo após a validade do produto começa a produzir micro rupturas na lente, ela vai envelhecendo e se danificando, só que essas rachaduras não são visíveis a olho nu.

Essas pequenas rupturas são um convite ao acúmulo de sujeiras e microrganismos. 

Imagina só você levando todas essas impurezas e riscos até o seu olho? Isso só pode resultar em um problema muito sério.

Então, esses três erros são mais comuns do que deviam e você não pode cometê-los de forma nenhuma, pois eles podem trazer problemas graves para sua visão e podem te cegar, fazendo você perder sua visão.

Resumo

Erro 1 – Dormir de lentes de contato. Não pode, pois reduz a oxigenação dos seus olhos, causando problemas a longo prazo.

Erro 2 – Tomar banho usando lentes de contato. Jamais cometa esse erro porque as diversas impurezas e microorganismos presentes na água podem causar uma infecção nos seus olhos.

Erro 3 –  Usar as lentes por um tempo maior do que o determinado pelo fabricante. Não use suas lentes por mais tempo do que aquele indicado pelo fabricante, porque as lentes velhas são inseguras para a saúde dos seus olhos.

Você conhecia esses erros? Já sabia quais os porquês de não poder cometer ao utilizar lentes de contato? 

Agora que você já sabe, vai começar a utilizar essas lentes da forma correta e vai divulgar esse conteúdo com seus amigos nas redes sociais, no Whatsapp, para que mais pessoas fiquem sabendo dessas coisas que você aprendeu hoje.

Ah, e não deixe de acompanhar o site para receber todo conteúdo que for publicado por aqui. 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Agende sua consulta aqui
Oftalmologista Asa Norte - Brasília - DF

Chegar no Consultório

É FÁCIL!

Veja no Mapa
Clínica Dr. Anderson Braz
SMHN Quadra 02 Ed. Cléo Octávio (por trás do HRAN, BL B Salas 909 e 910 - Asa Norte, Brasília - DF, 70710-146